Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Comemorado nesta sexta-feira, 5, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem como tema este ano a “Biodiversidade”. Como não será possível realizar eventos e ações para celebrar a data, devido ao combate à pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur), promove alerta à população sobre a importância de evitar queimadas, principalmente neste período de seca. Os incêndios afetam diretamente as áreas verdes da cidade, gerando sérios prejuízos para a biodiversidade, podendo causar perdas irrecuperáveis.

Uma simples fogueira próxima a uma área verde pode se transformar em grande incêndio florestal. Acidentais ou de caráter criminoso, as queimadas são consideradas crime. A Lei Federal nº 9.605/98, sobre crimes ambientais, prevê pena de reclusão de seis meses a quatro anos, e multa ao responsável, cabendo punição, mesmo que a ação tenha sido culposa. "A ajuda da população na prevenção e denúncia é muito importante. Avise às autoridades se notar situações que podem apresentar riscos de incêndio. Se avistar o início de fogo em vegetação, ligue 193. Todos somos parceiros na prevenção de incêndios florestais", informou a Assessoria de Comunicação do 4º Batalhão de Bombeiro Militar de Juiz de Fora.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, Luis Cláudio Santos Pinto, as consequências de incêndio afetam a biodiversidade das matas, por degradar o solo, causando desequilíbrio ambiental, e prejudicar seriamente a avifauna e as árvores locais, que podem morrer queimadas: “Além disso, gera prejuízos para a saúde do ser humano, como problemas respiratórios, alergias, náuseas e dor de cabeça, entre outros”.

A Semaur é a responsável pela preservação e manutenção de diversas áreas verdes da cidade. Seguindo a linha preventiva, está realizando aceiro no Parque da Lajinha, importante unidade de conservação do Município, que no momento está com visitação suspensa. Esta ação visa evitar que ocorram incêndios florestais e se propaguem no interior do parque. O aceiro está sendo feito ao longo das avenidas Prefeito Mello Reis e Eugênio do Nascimento, totalizando três mil metros. O trabalho foi iniciado em 27 de maio e tem previsão de término para a segunda semana deste mês.

Anualmente, a secretaria realiza diversas atividades educativas nesta época, com este mesmo foco na prevenção de incêndios em áreas verdes. As ações são desenvolvidas em parceria com vários órgãos, como o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar de Meio Ambiente, Instituto Estadual de Florestas e Guarda Municipal Ambiental, entre outros. Dentre as várias atividades, são realizadas blitze educativas no entorno de algumas regiões urbanas do Município, como Parque da Lajinha e Morro do Cristo.


uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.