Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Para marcar a “3ª Semana de Defesa Civil” está sendo divulgado nesta quinta-feira, 15, pela Defesa Civil de Juiz de Fora, vídeo onde é abordado o trabalho que vem sendo feito, a fim de melhor capacitar o Município para enfrentamento a situações de desastres naturais. O vídeo "JF - Cidade Resiliente", exibe as considerações da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), através do prefeito Antônio Almas, da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), da própria Defesa Civil, da Universidade Federal (UFJF) e do Corpo de Bombeiros sobre o assunto. Para conferir o conteúdo, basta acessar o facebook da PJF ou o youtube.

Neste ano, as atividades preventivas divulgadas pela “Semana”, habitualmente desenvolvidas em escolas, praças públicas e comunidades, ficaram comprometidas pelas limitações impostas pela pandemia de coronavírus. A realização do vídeo foi a alternativa encontrada, para mostrar à população que, mesmo com as barreiras do momento, o setor segue trabalhando.

Em agosto, o Município recebeu o "Certificado de Compromisso com a Resiliência aos Desastres", do Escritório das Nações Unidas para Redução do Risco de Desastres (UNDRR). O documento é direcionado às cidades que se propõem buscar caminhos para responder situações de emergência causadas por desastres naturais. O site do UNDRR já exibe, inclusive, as informações gerais sobre Juiz de Fora, no link www.unisdr.org/campaign/resilientcities/cities.

O programa “Cidades Resilientes”, da Organização das Nações Unidas (ONU), é instrumento de organização, que estabelece dez metas a serem cumpridas, no sentido de preparar o município a responder à altura às adversidades, reduzindo danos materiais e protegendo vidas humanas. Assim, Juiz de Fora se compromete a adotar medidas nos campos estrutural, institucional, de planejamento e de gestão de riscos, bem como de organização social, para se tornar, de fato, cidade resiliente.

Cidades resilientes são aquelas que têm capacidade de reagir, de acordo com as necessidades apresentadas por crises naturais. Preparam-se para lidar com essas situações e aproveitam o conhecimento anterior, criando planos de ação que possam ser úteis no futuro. A proposta é promover o incremento das ações já desenvolvidas pelo município, buscando definir prioridades na área de gestão do risco de desastres. Para a empreitada, poder público, instituições parceiras e sociedade civil se integram.

Aqui estão os dez passos a serem seguidos para atingir a resiliência:

1. Se organizar para a resiliência frente aos desastres;

2. Identificar, compreender e utilizar cenários de risco atuais e futuros;

3. Reforçar a capacidade financeira para a resiliência;

4. Promover o desenho resiliente e desenvolvimento urbano;

5. Proteger zonas-tampão naturais para melhorar a função da proteção
fornecida pelos ecossistemas;

6. Fortalecer a capacidade institucional para a resiliência;

7. Compreender e fortalecer a capacidade social para a resiliência;

8. Aumentar a resiliência da infraestrutura;

9. Garantir a eficácia da preparação e resposta eficaz às catástrofes;

10. Acelerar a recuperação e reconstruir melhor depois de qualquer desastre.

Assista ao vídeo:




uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.