Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Com a migração de Juiz de Fora para a Onda Verde no Programa Minas Consciente, do Governo de Minas Gerais, a Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage” (Funalfa) começa a implementar o plano de retomada gradativa de serviços. A estratégia é reativar os equipamentos urbanos geridos pela Fundação por etapas, de modo a garantir a segurança dos usuários e dos funcionários frente à pandemia de Covid-19. Um rígido protocolo sanitário, que inclui controle de distanciamento, disponibilização de álcool em gel, higienização frequente das áreas de circulação e cobrança do uso de máscara de forma adequada, entre outras medidas, será adotado em todas as unidades.

O gerente de Espaços da Funalfa, Luiz Fernando Priamo, afirma que os serviços culturais são de grande importância para a sociedade, mas a retomada exige cuidado para que não ocorra exposição desnecessária ao risco de contágio pelo coronavírus. A gerente de Acesso à Cultura, Giovana Bellini, também reforça a importância de retomar a rotina de forma escalonada. “Existe um clamor da população para que os espaços culturais reabram. Entendemos essa demanda e estamos trabalhando para atendê-la, mas sempre com foco na preservação da vida.”

A etapa inicial do retorno das atividades acontece no dia 3 de novembro, próxima terça-feira. A Biblioteca Municipal “Murilo Mendes” (Avenida Getúlio Vargas – Praça Antônio Carlos – Centro) e a Casa de Leitura “Delfina Fonseca Lima” (Rua Marília 631 – Benfica) estarão aptas a receber a devolução de livros que foram emprestados antes do fechamento dos espaços, no dia 17 de março. Não haverá multas, e o atendimento ocorrerá nas portas de acesso às unidades, sem circulação no interior dos prédios, de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas.

A expectativa é de que a próxima fase a ser implantada na “Murilo Mendes” e na “Delfina” seja o empréstimo de publicações, mas ainda não há data definida. “Por 15 dias, vamos monitorar o funcionamento da devolução de livros para analisar a hora de dar o próximo passo”, afirma Priamo.

Em relação ao Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM – Avenida Getúlio Vargas 200 – Centro) e ao Museu Ferroviário de Juiz de Fora (Avenida Brasil 2001 – Centro), na terça-feira, 3, será aberto um cadastro para pessoas interessadas em visitar o acervo e as exposições. A lista terá o nome completo, CPF e contato telefônico e de e-mail, por meio dos quais o inscrito poderá ser informado sobre a data e o horário da atividade. “Ainda não há dia definido para início da visitação, porque aguardamos a flexibilização da norma de distanciamento de dez metros quadrados entre pessoas nas áreas internas, prevista no Minas Consciente,” explica o gerente. O cadastro pode ser solicitado pelos e-mails do CCBM e do Museu: ccbmjf@gmail.com e contatomfjf@gmail.com, respectivamente. Cada pessoa terá direito de agendar até dois nomes.

No caso do Museu Ferroviário, será liberado o uso gratuito das áreas externas para registros em vídeo de espetáculos e apresentações, de acordo com o protocolo que determina quatro metros quadrados de distanciamento em espaço externo. Tal ocupação ocorrerá com equipes de vídeo, elenco e produção em número reduzido. O agendamento também será feito pelo e-mail do espaço.

No Teatro Paschoal Carlos Magno (Rua Gilberto de Alencar 888 – Centro), haverá liberação gratuita do palco e dependências para registros em vídeo de espetáculos e apresentações, seguindo o protocolo de dez metros quadrados de distanciamento. O uso também ocorrerá com equipes de vídeo, elenco e produção reduzidas. O agendamento deve ser feito pelo e-mail paschoal.teatro@gmail.com.

Praça CEU

As oficinas de esporte e cultura oferecidas pela Praça CEU (Avenida Juscelino Kubitschek, 5.899 – Benfica), mantida pela Funalfa e gerenciada pela Associação Cultural Arte e Vida (Acav), não serão retomadas de forma presencial neste primeiro momento. Os conteúdos seguem ministrados em ambiente virtual.

No entanto, a Praça CEU retoma o empréstimo da quadra coberta, que pode ser solicitado pelo telefone 3218-1020, das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, e das 12 às 16 horas, no sábado e no domingo. No mesmo número e horário, é possível agendar empréstimo de livros na Sala de Leitura e uso do telecentro (central de computadores). O parque infantil, a pista de caminhada e a academia ao ar livre estarão liberadas para uso.


uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.