Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Por que é importante se vacinar?
Devido à elevada taxa de transmissão e total ausência de imunidade contra o SARS-CoV-2, a vacinação é a única forma de reduzir e interromper a cadeia de transmissão do vírus.

Preciso me cadastrar para receber a vacina? Quais os documentos?
Sim. A Prefeitura de Juiz de Fora realizará o cadastro dos grupos prioritários, à medida que avançamos no Plano Municipal de Imunização contra a COVID-19. Para tal, serão solicitados dados como identificação pessoal (nome, CPF, data de nascimento, nome da mãe, endereço com CEP, telefone, presença de comorbidades, indicação a qual grupo alvo pertence). Estes dados são solicitados pelo Ministério da Saúde para o registro nominal de cada dose aplicada no País.

Quantas vacinas contra Covid-19 existem no Brasil?
Atualmente, no Brasil, há duas vacinas aprovadas para uso emergencial: Coronavac e Covishield COVID-19 (AstraZeneca/Fiocruz).

Quantas doses da vacina preciso tomar?
Duas doses com intervalo de 15 dias se o imunizante for a Coronavac e se for a AstraZeneca 60 dias de intervalo

Para quem as vacinas contra a Covid-19 não são indicadas?
As vacinas disponíveis hoje somente não são indicadas a pacientes que apresentem hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer dos excipientes da vacina, bem como para aquelas pessoas que já apresentaram uma reação anafilática confirmada a uma dose anterior de uma vacina COVID-19.

Quais os efeitos colaterais das vacinas contra a Covid-19 e quanto tempo eles podem durar?
É comum ter reações após ser vacinado, alguns sintomas podem ser: vermelhidão, inchaço ou dor ao redor do local da injeção. Fadiga, febre, dor de cabeça e dores nos membros também não são incomuns nos primeiros três dias após a imunização. Estas reações normais são, na maioria das vezes, suaves e diminuem após alguns dias. Essa reação é um sinal de que a vacina é eficaz, pois estimula o sistema imunológico, e o organismo produz anticorpos contra uma infecção "simulada" pela vacinação.

Não sou grupo de risco, não sei quando serei vacinado pelo SUS. Poderei comprar a vacina em uma clínica particular?
Não. As vacinas já aprovadas pela Anvisa para uso emergencial são de uso/aquisição exclusivo(a) do Ministério da Saúde, que é responsável pela aquisição e distribuição de vacinas no Brasil.

Posso parar de usar a máscara e álcool em gel após me vacinar?
Não. As medidas não farmacológicas de combate à COVID, como distanciamento social, uso de máscara, higienização frequente das mãos, devem ser mantidas até que, pelo menos, 70% da população seja imunizada.

Quanto tempo após tomar a vacina eu poderei frequentar festas, bares, aglomerações?
As medidas de distanciamento social devem ser mantidas após a vacinação até a interrupção da transmissão do vírus.

Crianças podem ser vacinadas?
Uma vez que não foram incluídas crianças nos estudos clínicos das duas vacinas disponíveis, não se recomenda a vacinação de menores de 18 anos neste momento.

Grávidas e gestantes podem ser vacinadas?
Para as mulheres, pertencentes a um dos grupos prioritários, que se apresentem nas condições de gestante, lactante ou puérpera, a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada, entre a mulher e seu médico prescritor

Quanto tempo após a vacinação estarei imunizado?
14 dias após a segunda dose da Coronav e 28 dias após a segunda dose da CoronaShield.

Quem já foi vacinado?
O primeiro grupo priorizado pelo PNI foram os idosos em ILPIs e os trabalhadores desses locais, que já foram vacinados. Nesta semana, a equipe de vacinação está realizando a imunização nos profissionais da saúde que atuam diretamente no enfrentamento à Covid-19, em Hospitais e na Rede de Urgência e Emergência.

Como acontece a vacinação nos hospitais?
Estão sendo vacinados os profissionais que trabalham diretamente com Covid-19 em cada instituição. Para realizar a vacinação e o cadastro desses profissionais, a Secretaria de Saúde recebeu previamente uma lista, feita pelos hospitais, com os nomes e informações dos profissionais que deveriam ser imunizados e que se enquadram dentro do grupo priorizado pelo PNI, como grupo prioritário.

Quem está com sintomas de covid deve vacinar?
Não. Recomenda-se o adiamento da vacinação nas pessoas com quadro sugestivo de infecção. Deve-se esperar a recuperação clínica total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a partir da primeira amostra de PCR positiva em pessoas assintomáticas.

Quem já teve Covid deve ser vacinado?
Sim.

Já existe um calendário de Vacinação?
Sim. A PJF já possui o planejamento de cada fase de imunização no município. Todavia, o avanço para a próxima fase (e divulgação do calendário) depende do envio de doses pelo Ministério da Saúde.

Quem tem prioridade? Quais são os grupos e fases?
Neste primeiro momento serão imunizados os trabalhadores de saúde (dando prioridade para as equipes de vacinação, os trabalhadores de saúde de instituições de longa permanência de idosos e de residências inclusivas, bem como os trabalhadores de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos de COVID-19), os idosos residentes em instituições de longa permanência, os maiores de 18 anos com deficiência residentes em residências inclusivas, bem como a população indígena aldeada.

Qual a eficácia da vacina?
Nos estudos conduzidos em nível mundial, a vacina Coronavac apresenta resultados de soroconversão (produção de anticorpos) maiores ou iguais que 97%, ao passo que a Coronashield apresentou resultados maiores ou iguais a 98%.

Como será a vacinação de idosos acamados e idosos com dificuldade de locomoção?
A vacinação de idosos acamados será realizada pela Prefeitura de Juiz de Fora, da mesma forma que é realizada na campanha de influenza. A equipe das UBS entrará em contato com as famílias de seus respectivos territórios de referência para agendamento, ao passo que a Vigilância Epidemiológica realizará tal procedimento com as famílias dos idosos que moram em áreas descobertas.

As UBSs já estão vacinando?
Não. A vacinação nas UBSs estão previstas para as próximas fases.

Pessoas com doenças crônicas, como diabetes, hipertensão arterial severa e problemas renais, podem ser vacinadas?
Sim. Pessoas com tais comorbidades fazem parte do grupo prioritário para vacinação e devem ser vacinadas.

Como a Covid-19 é transmitida?
A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.