Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Visando ao esclarecimento das dúvidas da população de Juiz de Fora, a Secretaria de Saúde (SS) elencou os principais questionamentos que têm surgido nos canais de comunicação. A vacinação neste momento é para pessoas com comorbidades ou deficiência permanente e que tenham 18 anos ou mais. É necessário levar a documentação que comprove a comorbidade ou a deficiência, além dos originais e cópias do CPF, identidade e comprovante de residência.

Ressaltamos que a veracidade e autenticidade das informações apresentadas para o credenciamento é de sua inteira responsabilidade ao preencher o pré-cadastro sob as penas do art. 299 do Código Penal Brasileiro.

Além disso, a Ouvidoria está aberta para receber denúncias, reclamações e sugestões. Entretanto, não é um órgão investigador, não sendo possível averiguar cada denúncia feita. Por isso, é necessário enviar elementos mínimos de materialidade, autoria e outras informações. Do contrário, o caso será arquivado. O cidadão que desejar realizar uma denúncia precisa colocar o máximo de dados possíveis no documento, com detalhes. Assim, será possível dar andamento na apuração das denúncias. Quem enviar a denúncia por e-mail pode solicitar sigilo. Os canais são o endereço eletrônico ouvidoriadesaudejf@yahoo.com.br, a central de atendimento Disque Saúde pelo número 136 ou pelo site da PJF.

Principais dúvidas:

Vacinação dos profissionais da educação e da saúde

O calendário para a vacinação para esses grupos ainda não foi definido. Não há previsão de ser divulgado. Lembrando que a imunização dessas pessoas depende da chegada de mais doses vindas do Ministério da Saúde.

Quais profissionais da saúde podem se cadastrar?

A vacinação é para todos os profissionais da saúde, incluindo educadores físicos e veterinários, que atuam na assistência à saúde, vigilância à saúde, regulação e ou gestão à saúde.

Ainda segundo o Ofício nº 57/2021 do Ministério da Saúde, trabalhadores das academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, óticas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal não serão contemplados nos grupos prioritários elencados inicialmente para a vacinação.

Quais são as comorbidades:

Dentre as comorbidades incluídas como prioritárias para o processo de vacinação contra o coronavírus encontram-se: diabetes, doenças do coração, doenças pulmonares, hipertensão arterial, câncer, insuficiência renal, imunossuprimidos, obesidade grau 3 (IMC≥40), cerebrovasculares, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, cirrose hepática e anemia falciforme. As comorbidades estão descritas no Plano de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. O detalhamento das comorbidades atendidas neste momento pode ser verificado na página para o pré-cadastramento.

Vacinação de pessoas sem comorbidades com menos de 60 anos:

Ainda não há previsão de quando começará a vacinação desse público e, assim que soubermos, iremos avisar. Ainda não há previsão para a vacinação de pessoas que não se encontram na lista de grupo prioritário, definida pelo Ministério da Saúde.

Documentos exigidos para a vacinação de pessoas com comorbidades:

- Laudo médico ou receita de medicamento de uso contínuo datados de até 12 meses;
- Documento de identidade com foto;
- CPF;
- Comprovante de residência (caso você não seja o titular, é preciso uma declaração do mesmo dizendo que você reside na residência);

É importante levar os documentos originais e suas respectivas cópias.

Quais são as UBSs que estão realizando a vacinação Covid-19 nesta semana, das 8h às 11h?

1) UBS Benfica,
2) UBS São Pedro,
3) UBS Santa Luzia
4) UBS Vila Ideal,
5) UBS Bairro de Lourdes,
6) UBS Nossa Senhora das Graças
7) UBS Nossa Senhora Aparecida
8) UBS Centro Sul

Demais locais:

RU Centro - 9h às 16h - 18, 19 e 20 anos - de 8h às 16h
Sport Club Juiz de Fora - 21,22 e 23 anos - Grávidas, puérperas, idosos que ainda não foram imunizados - de 8h às 16h.

Fique atento

Quem se vacinou contra a gripe e tem direito de se vacinar também contra a Covid-19 deve esperar pelo menos 14 dias entre o momento que recebeu a dose de um imunizante contra a influenza para poder ser vacinado contra a Covid-19. Para quem foi diagnosticado com Covid-19, é recomendado ao menos 30 dias de espera entre o começo dos sintomas ou teste positivo (no caso dos assintomáticos) para receber qualquer uma das vacinas.

uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.