Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
A Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Teixeiras, zona sul da cidade, completa, nesta sexta-feira (28), 21 anos. A inauguração representou uma conquista comunitária do bairro e regiões próximas. Antes de ser inaugurada, as pessoas que moravam na região eram encaminhadas para a UBS do Ipiranga e o Posto de Atendimento Médico (PAM- Marechal). Hoje, a unidade cobre uma área com 14 mil habitantes e atua com foco principalmente na vacinação contra a Covid-19 e a Influenza, sem deixar em segundo plano a vacinação de rotina. O supervisor Carlos Roberto Schuchter afirma que a UBS sempre cumpriu a função de levar saúde aos que mais dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde o início da pandemia, é dada prioridade para a difusão das ações preventivas ao coronavírus (informações sobre higienização e demais cuidados), atendimento e encaminhamento dos casos suspeitos. Ainda há acompanhamento dos casos confirmados e, se surgirem sequelas, o paciente é incluído no fluxo de atendimento da unidade. A imunização de rotina continua normalmente.

A pandemia mudou a rotina em Teixeiras. Grupos de gestantes, idosos, direitos e deveres reprodutivos e de caminhada, que geram aglomeração, tiveram suas atividades suspensas. Realização de curativos, aferição de pressão e vacinação prosseguem, porém, com distanciamento social.

As consultas também sofreram adaptações. A demanda espontânea caiu e o retorno é agendado de imediato só para gestantes, crianças e para casos mais graves de diabetes e hipertensão.

Como surgiu a unidade

Os Conselhos Locais de Saúde do Teixeiras e do Cascatinha se revezavam nas reuniões nos dois bairros para discutir estratégias de convencimento das autoridades sobre a necessidade e importância da criação da UBS. Nos contatos com o então prefeito Tarcísio Delgado e o secretário de Saúde, Celso Matias, a proposta acabou virando realidade. A princípio, o formato da unidade seria o tradicional, mas antes da inauguração foi decidido que contaria com equipe Saúde da Família, como as outras três que foram inauguradas na mesma época: de Santa Luzia, Bandeirantes e Monte Castelo. Hoje são três equipes para atendimento de Teixeiras, Cascatinha e Bela Aurora. Cada uma conta com um médico, um enfermeiro, um técnico em enfermagem e agentes comunitários de Saúde. O supervisor Carlos Roberto Schuchter admitiu que o número de agentes não supre a demanda. A área de influência ainda abrange o Salvaterra, Jardim Liu e Laranjeiras.

uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.