Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Em meio às perspectivas e incertezas do ano 2000, foi criada a Escola de Governo Municipal (DEG) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF). Funcionando no começo no 1º andar do prédio-sede da PJF, na avenida Brasil, ali era dado o pontapé inicial daquele que se tornaria referência para servidores quando se tratasse de formação e treinamentos. Entre cursos e eventos, durante os 21 anos da Escola de Governo, comemorados em 2021, muitas pessoas passaram pelo departamento no qual tiveram experiências para a vida pessoal e profissional.

Nesta terceira reportagem da série DEG 2.1, quatro ex-funcionários do departamento contam suas histórias e o que a Escola de Governo representa. A primeira a relembrar sua passagem pelo departamento é Louise Vargas. Atualmente servidora da Controladoria Geral do Município (CGM), a então estagiária da PJF iniciava seus passos na Administração Pública junto com os primeiros momentos da Escola de Governo.

“O departamento já se apresentava como uma proposta de vanguarda no oferecimento de programas de capacitação e qualificação junto aos servidores públicos. A PJF passava pelas mudanças organizacionais advindas da Reforma Administrativa, sendo a Escola um importante ponto de apoio. Ao longo do tempo, percebi o avanço da referida Escola, tanto estrutural quanto conceitualmente”, destaca a servidora, que faz questão de agradecer nominalmente à parte da equipe inicial. “O aprendizado e acolhida foram essenciais para continuidade no Serviço Público, em especial, as servidoras Jandira, Miriam e Ana Angélica”, conta Louise.

Porém, a então estagiária não seria a única a ter sua vida profissional marcada pelos anos no novo setor da PJF. A auxiliar de serviços gerais, Carla da Silva, também relembra com gratidão o período na Escola. Foram seis anos trabalhando diretamente no departamento e no Pólo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), que ocupava o mesmo andar do prédio do bairro Ladeira, local da EG desde 2002. “Foram anos de muito aprendizado, em que fiz muitas amizades. Foram anos de dedicação em que eu tinha a Escola de Governo como segunda casa. Sempre torci para que tudo desse certo, que acontecesse tudo de acordo com o esperado”, conta a funcionária, que faz questão de destacar o aspecto pessoal. “É um lugar onde tive muitas alegrias, e mesmo em momentos mais difíceis, fui acolhida”, completa.

Os desafios de liderar

“Muitos desafios e aprendizados marcaram minha trajetória na Escola de Governo. O mais recente foi a transição das aulas presenciais para on-line, no início da pandemia, quando tudo era novidade, mas adaptando as metodologias e com a ajuda da equipe, conseguimos”. Este é o relato da gerente da Escola de Governo entre 2017 e 2020, Mariana Ruffolo. Os desafios impostos pela pandemia do novo Coronavírus foram apenas parte daqueles que liderar o equipamento trouxe para seus responsáveis.

Para o também ex-gerente do DEG, Luis Fernando Sirimarco, que atuou durante os primeiros anos, “o trabalho realizado, enquanto gestor, foi pautado na conscientização e preparação dos servidores para compreenderem e assumirem de forma integral os papéis de agentes públicos responsáveis pela construção e pelo êxito dos governos vigentes e de sua atuação junto à sociedade. A missão sempre foi a busca constante do conhecimento e a criação de condições para que cada servidor pudesse assumir o papel decisório no exercício de suas funções.”

A atual gerente do DEG, Marina Neves, reforça que “a Escola de Governo da Prefeitura de Juiz de Fora veio ao longo destes 21 anos se fortalecendo e se tornando um centro de excelência em formação de servidores e capacitação para uma melhor gestão dos seus recursos humanos”. Os desafios a serem vencidos se colocam como oportunidades para novas ferramentas serem implementadas, como tem sido durante a história.

De acordo com o secretário de Recursos Humanos, Rogério de Freitas, “a Escola de Governo tem uma peculiaridade muito positiva, pois ali são servidores atuando direta ou indiretamente na formação de outros servidores, no desenvolvimento de outras pessoas. Com base nisso, tanto a equipe atual como aqueles tantos servidores que já passaram pelo local, têm um papel muito importante para a construção dessa história e que tem passado por toda essa transformação cultural e tecnológica.”

Essas mudanças e as novas perspectivas serão o tema da próxima reportagem da série DEG 2.1, que será publicada nesta quinta-feira, 24.

Veja as matérias que já foram publicadas:

- Secretaria de Recursos Humanos prepara série de reportagens sobre os 21 anos da Escola de Governo

- Professores contam sobre atuação na Escola de Governo durante os 21 anos do departamentoI

uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.