Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
A Secretaria de Saúde (SS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) publicou nesta quinta-feira, 1º, a Portaria Nº 4734, que estabelece medidas de identificação e levantamento de casos de revacinação de Covid-19 e cruzamento de doses no município.

Com o cruzamento de dados, a SS consegue identificar pessoas que, porventura, tenham recebido uma 3ª dose do imunizante contra o coronavírus e apurar a ocorrência de casos de revacinação. Caso sejam identificadas irregularidades, as informações serão encaminhadas aos órgãos competentes, a fim de instaurar medidas de responsabilidade e sanções.

A Secretária de Saúde, Ana Pimentel, reforça que a aplicação de uma 3ª dose do imunizante contra a Covid-19 é prejudicial à toda campanha de vacinação, além de ser um ato questionável. “Quem tomou as duas doses contra o coronavírus, ou a vacina de dose única, não precisa recorrer a uma outra aplicação. Todos os imunizantes utilizados são seguros e foram testados pela Anvisa. A revacinação, sem recomendação ou orientação do Ministério da Saúde, atrapalha toda a nossa campanha, pois quem está recebendo uma 3ª dose está tirando de alguém o direito de se vacinar. Consideramos muito séria essa questão, além de ser eticamente errado”, destaca Ana.

Juiz de Fora já atingiu 53% do público-alvo vacinado com ao menos uma dose contra a Covid-19. A cidade aplicou mais de 334 mil doses de vacinas, e já divulgou o calendário de vacinação para pessoas com até 40 anos. Acesse o calendário

uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.