Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
A prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, acompanhada de suas secretárias e seus secretários, apresentou um balanço dos seis primeiros meses da gestão municipal (2021-2024), em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, dia 1º. O evento aconteceu às 11h, no Ritz Hotel, no Centro. A prefeita destacou as ações promovidas para a organização de projetos voltados para a retomada de desenvolvimento da cidade ao longo do semestre, apontando, desde os desafios iniciais, com as fortes chuvas e a pandemia, até a expectativa de vacinação de toda a população juiz-forana até o fim do mês de setembro deste ano.

"Com um quadro inaugural de pandemia, nossa gestão teve de enfrentar, desde o primeiro dia, uma realidade de crise econômica e social agravadas com a forte demanda para os serviços de saúde e restrições na convivência social da cidade. Havia a necessidade, ainda, de retomar serviços de zeladoria, rever contratos e ampliar a execução de programas de investimento, além de rever pontos como a questão do transporte coletivo municipal", contextualizou a prefeita.

Arrumação da casa

Margarida destacou o esforço, mesmo com os desafios impostos em sua posse em 1º de janeiro, para articular as demandas em diversas frentes de trabalho, marcadas, sobretudo, pela participação popular, pela transparência e pelo diálogo. Desta forma, apresentou programas, projetou cenários, reforçando o caráter plural e inclusivo de sua gestão administrativa.

"Foram retomadas diversas obras que estavam paradas, como as de despoluição do rio Paraibuna, com dinheiro que estava parado. Ontem [quarta-feira, dia 30], por exemplo, inauguramos um abrigo que acolheu 26 pessoas que dormiriam nas ruas nesta noite, a mais fria até agora. Estamos trabalhando a dignidade para todos, inclusive para os mais vulneráveis e em situação de rua."

Saúde

A chefe do Executivo municipal explicou sobre o empenho coletivo, principalmente no que tange à vacina, ressaltando a importância coletiva para a execução de transporte, logística e aplicação.

"Na nossa gestão, quase dobramos os leitos de UTI. Recuperamos equipamentos públicos e privados de saúde e tudo isso passa também por uma vacinação rápida e eficiente. Chegamos na marca de 55% pessoas com a primeira dose e quase 25% com as duas doses. Foram mais de 334 mil vacinas aplicadas no total contra o coronavírus. Tem sido um esforço admirável para que possamos ter, se continuarmos neste ritmo, até o fim de setembro, toda a população vacinada com as duas doses. Acredito que em outubro, Juiz de Fora entre em sua melhor primavera".

Transporte

Houve, ainda, a revisão da ordenação de táxis e a criação da Mesa de Diálogo do Trasporte Coletivo. "Conseguimos manter o preço da tarifa do transporte público para garantir o acesso da população com extrema transparência do sistema. O transporte público da cidade não foi interrompido em nenhum momento."

Desenvolvimento e inovação

A prefeita destacou o pioneirismo de Juiz de Fora ao longo da História e reafirmou o motivo de orgulho que esse passado proporciona. No entanto, apontou a necessidade de olhar adiante, tendo em vista o forte potencial logístico e humano que o município possui. "Somos conhecidos por ter a primeira usina hidrelétrica da América Latina; um presidente da república. São vários os motivos para nos orgulharmos da nossa cidade, mas precisamos trabalhar para sermos conhecidos em todo o país como referência, pois temos infraestrutura e disposição para isso", avaliou.

Desafios

Para responder aos diversos desafios, a Prefeitura se baseou no diálogo com todos os setores da sociedade, institucionalizando uma polítca pública na representação da Mesa de Diálogo e Resolução de Conflitos, enfrentando os problemas através da coordenação de ações entre as Secretarias. Foram priorizados investimentos no campo da saúde e na área social, revisando e ajustando os orçamentos da cidade.

Nestes seis meses de gestão, foram elaborados programas como o Juiz de Fora Solidária, para doação de alimentos por meio da Mesa da Cidadania; o Operação Boniteza, para limpeza, zeladoria e cuidado em bairros da cidade; o lançamento do PPA popular, instrumento para o estabelecimento de metas, gastos e objetivos a serem seguidos pelo governo com participação popular direta.

Os principais programas elaborados pela PJF podem ser conferidos no PDF em documento anexado.

Foto: Carlos Mendonça





uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.