Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Foram 411.496 doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas em Juiz de Fora, das quais 288.119 são primeiras doses, e 123.337 pessoas com a imunização completa, seja recebendo as duas doses ou o imunizante de dose única. Esses números refletem a eficiência da campanha de vacinação contra Covid-19, realizada pela Secretaria de Saúde (SS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), que chega aos seis meses nesta terça-feira, 20, com número de pessoas vacinadas acima das médias nacional e estadual. Outro destaque é a quantidade de locais de aplicação de vacinas contra o coronavírus, que é superior a 50, facilitando o acesso da população.

A PJF optou por democratizar o acesso aos imunizantes, buscando atingir as diversas regiões da cidade e, para isso, ao longo de sua campanha de vacinação contra Covid-19, utilizou várias UBSs como pontos de aplicação de vacinas contra o coronavírus. Atualmente, 45 unidades oferecem os imunizantes, sendo 38 delas pela manhã, das 8h às 11h, e outras 7 UBSs de referência - a do Bairro de Lourdes, Benfica, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Graças, Santa Luzia, São Pedro e Vila Ideal -, realizando a aplicação de vacinas no período da manhã, das 8h às 11h, e à tarde, das 13h às 16h.

Foram criados mais de 50 postos de imunização pela PJF em toda a cidade. Isso permite que as pessoas possam se vacinar perto de casa, sem ter que realizar grandes deslocamentos. Além das UBSs, o Sport Club Juiz de Fora e o Círculo Militar realizam a vacinação atualmente, das 8h às 16h, e outros locais, como RU Centro da UFJF, o Pam Marechal e o drive-thru da UFJF são utilizados como importantes pontos de apoio, sobretudo aos sábados. O Departamento de Saúde do Idoso (DSI), com vacinação voltada aos idosos com 60 anos ou mais, é outro importante local de imunização.

Todos estes pontos de aplicação de vacinas, a organização da PJF para proteger a população o mais rápido possível e o esforço e boa qualificação dos servidores envolvidos fazem com que a campanha de imunização de Juiz de Fora seja colocada como exemplo. O avanço da vacinação por faixas etárias ocorre de maneira rápida, com todas as pessoas com 30 anos ou mais podendo receber a vacina ainda nesta semana e com calendário das pessoas de 18 anos ou mais já divulgado.

Vacinação exemplar

A complementação do esquema vacinal é o foco da SS neste momento. JF é a segunda cidade de Minas que, proporcionalmente, mais vacinou. O calendário de vacinação, destinado às pessoas que têm entre 29 e 18 anos, já foi divulgado pela PJF. Toda a população elegível da cidade poderá receber a vacina até 14 de agosto deste ano, quando as pessoas de 18 anos, nascidas entre julho e dezembro, serão vacinadas. E ao longo desta semana, todo o público de até 30 anos terá acesso aos imunizantes. Em fases anteriores, grupos prioritários foram contemplados, casos dos profissionais da saúde, pessoas com deficiência permanente, pessoas com comorbidade, autistas, pessoas com Síndrome de Down, professores, entre outros. Grávidas, puérperas e lactantes com até 6 meses de pós-parto seguem sendo vacinadas.

Ao todo, 411.496 doses já foram aplicadas na cidade, que apresenta percentual de primeira dose de 50,25% do total da população do município, valor superior às taxas nacional e estadual, que são, respectivamente, de 42% e 39,66%. Na imunização completa, com as duas doses aplicadas ou dose única, o município também está à frente, com 21,52%, ao passo que o país contabiliza 15,98%, e Minas, 14,51%. Já em relação à população elegível (pessoas com 18 anos ou mais), Juiz de Fora vacinou mais de 67% de sua população, enquanto o país apresenta percentual de 58% e o estado, 53%.

Criação de novos leitos

Desde janeiro de 2021, a PJF criou 78 leitos de UTI-Covid SUS, aumento de 78% nos seis primeiros meses de gestão. Além disso, foram ampliados de apenas um leito para dez UTIs-Covid infantil. Este aumento foi de suma importância para que a cidade não passasse por problemas de desassistência no momento em que houve mais casos. Com o avanço da vacinação e expansão de leitos, houve queda na ocupação dos leitos. A taxa vem caindo desde o início da imunização por idades, que abrange um público mais diversificado.

Trabalho incansável pela vida

Diariamente, os servidores do SUS, da SS, da PJF e voluntários envolvidos na campanha de vacinação contra Covid-19 e no atendimento às pessoas, desempenham um papel fundamental para que consigamos enfrentar a pandemia na cidade. São profissionais qualificados e que se esforçam ao máximo para que possamos passar por este momento difícil. Estas centenas de pessoas são fundamentais para que hoje Juiz de Fora esteja com a vacinação avançando e em um cenário que permitiu a volta de algumas atividades que antes, pela situação epidemiológica, não estavam acontecendo.

Transparência e informação à população

Os dados da vacinação são divulgados diariamente nas redes sociais e no site da PJF, através do vacinômetro. O aplicativo Mapa da vacina criado pela Secretaria de Saúde, mostra qual o local mais próximo do usuário para receber a vacina, além do horário e dia de funcionamento de cada um dos pontos de imunização. Mas se, ainda assim, houver dúvidas, foi criado o whatsapp voltado para a população tirar dúvidas sobre a vacinação contra a Covid, pelo número 3690-7389.

Mais equipamentos

Juiz de Fora recebeu 20 câmaras frias para acondicionamento de vacinas, através de recursos repassados pela União. Os equipamentos foram destinados às Unidades Básicas de Saúde. As novas câmaras frias permitiram a ampliação das UBS que realizam a imunização contra a Covid-19. A SS também realizou a capacitação de profissionais de enfermagem para o manuseio e aplicação adequada dos imunizantes utilizados contra a Covid-19.

Parceria técnica com Organização Pan-americana de Saúde

A PJF, por meio da SS, firmou uma parceria técnica com a Organização Pan-americana de Saúde no Brasil (Opas). A assessoria técnica promovida visa a contribuir com a melhoria, tanto das ações de enfrentamento à Covid-19, já implementadas na cidade, quanto outras estratégias que venham a ser adotadas nos próximos anos. A Opas trabalha com os países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade de vida de suas populações. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.


uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.