Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
A Guarda Municipal (GM) divulgou balanço das chamadas atendidas pelo telefone 153, entre março e novembro, referentes a denúncias de funcionamento de estabelecimentos que contrariam regras dos decretos municipais de enfrentamento à pandemia do coronavírus. Até esta segunda-feira, 16, a central telefônica da Guarda registrou 6.051 denúncias. As ligações apresentaram escalada até junho, quando se deu o pico de reclamações, com 1.573 chamadas recebidas em apenas um mês. Julho ficou com 1.446, seguido de maio, com 837; abril, 632; agosto, 560; março, 386; setembro, 266; outubro, 203; e novembro, 148. As variações seguem a lógica das fases mais restritivas para as mais liberadas das atividades econômicas. A partir de agosto houve acentuada redução dos registros, conferindo com a progressão do Município à “onda amarela” do programa "Minas Consciente". Nessa fase houve gradual abertura de novos ramos de atividades, como os shoppings, academias, lojas de roupas e salões de beleza, bem como a ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes.

Desde março, quando foram publicados os primeiros decretos de enfrentamento à crise sanitária, a Guarda disponibilizou sua central como canal de apoio para recebimento de denúncias, uma vez que o setor tem funcionamento 24 horas. As demandas recebidas são registradas e encaminhadas para atendimento. A verificação das irregularidades nos locais apontados é antecedida de planejamento. De modo que a presença das equipes se dá conforme capacidade operacional e escala de prioridade.

Três setores da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) se integram para realização das diligências a estabelecimentos. secretarias de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur) e de Transporte e Trânsito (Settra). Elas formam a frente de trabalho das ações conjuntas, que acontecem em dias e horários alternativos, a fim de possibilitar a comprovação da denúncia.

À central telefônica da Guarda se somam os demais canais de entrada de demandas. O cidadão pode fazer contato com a fiscalização da Semaur, pelo 3690-7507, registrar sua queixa no canal da Ouvidoria do Município, no “Fala.BR”, disponível no site da Prefeitura, ou utilizar o aplicativo da Guarda Municipal, "Cidade Segura". Para isso, basta baixar na loja de aplicativos do celular. Entre as cinco opções da tela inicial, o usuário encontrará o "Faça uma Denúncia".

Foto: Arquivo

uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.