Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
Nesta terça-feira, 23, a secretária de Saúde (SS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), Ana Pimentel, recebeu os membros da Comissão de Saúde Pública e Bem-Estar Social da Câmara Municipal para esclarecer dúvidas aos membros do legislativo sobre o processo de imunização na cidade.

Durante a reunião, Ana Pimentel explicou aos vereadores sobre a complexidade e os desafios do município no enfrentamento à pandemia de coronavírus, entre eles a criação de novos leitos, aumentado em 10%, desde o início da nova gestão, passando para 111 leitos Covid. A secretária falou sobre a recente formalização da parceria técnica com Organização Pan-americana de Saúde (Opas), que ajudará no desenvolvimento e monitoramento das ações no combate ao coronavírus.

Contudo, o principal tema em questão foi o processo de imunização no município. Os vereadores puderam tirar suas dúvidas e compreender como está ocorrendo o processo de imunização e uma das principais dúvidas foi sobre o conceito de trabalhadores da saúde e profissionais da saúde.

A subsecretária de Vigilância em Saúde, Cecilia Kosmann, informou que o conceito de trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Profissionais da saúde, segundo Cecília, são médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares.

Os trabalhadores de apoio, conforme explicação, “são recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, todos aqueles que trabalham nos serviços de saúde. Inclui-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares (cuidadores de idosos, doulas/parteiras), bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados”, relatou.

Além do conceito de trabalhadores da saúde, foi informado aos membros da Comissão de Saúde o número de vacinados no município e os grupos que já foram imunizados. A PJF já vacinou 19.885 pessoas com a primeira dose e 10.995 com a segunda dose. Ana Pimentel ressaltou que já foram imunizados os trabalhadores dos hospitais (públicos e privados) que realizam atendimento de Covid-19; os trabalhadores do serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e equipes de remoção de pacientes com suspeita de Covid-19, os trabalhadores dos serviços de atendimento hospitalar e pré-hospitalar de urgência e emergência (UPAs e PAs); o trabalhadores da área da saúde de laboratórios (públicos e privados) que realizam a coleta de amostra de Covid-19; os trabalhadores da Atenção Primária à Saúde (APS) e Centros de Referência Covid-19; trabalhadores envolvidos diretamente na atenção para casos suspeitos e confirmados de Covid-19; e os trabalhadores da área da saúde de serviços especializados que atuam na prestação de serviços às unidades Covid-19 como clínicas de imagens e outros serviços terceirizados dentro da própria instituição.

Também foram imunizados idosos de 90 anos ou mais, profissionais da saúde que estão na ativa e que têm 60 anos ou mais, e, nesta semana, teve início a vacinação de idosos de 88 e 89 anos.

Segundo a secretária, o processo de imunização segue as orientações e diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI) e as notas informativas do Governo Estadual. “Este é um processo lento e gradual, todos os trabalhadores da saúde serão imunizados, mas dependemos da chegada de mais vacinas no município. Por enquanto, a cidade recebeu doses para imunizar 73% dos trabalhadores da saúde e idosos acima de 88 anos”.

A secretária disse que a intenção para os próximos dias é ampliar a vacinação de idosos, e realizar a vacinação gradativa dos demais trabalhadores da saúde, mas destacou a impossibilidade de criar um cronograma de imunização, já que o envio de imunizantes ao município é de responsabilidade do governo federal.

Ao final do encontro, Ana Pimentel pediu aos vereadores que ajudem a sensibilizar a sociedade uma vez que o enfrentamento ao coronavírus depende da corresponsabilidade entre instituições públicas e sociedade. “Só conseguiremos amenizar os efeitos da Covid-19 se a população continuar com as medidas de distanciamento social, usar máscara e manter os hábitos de higiene, como lavar as mãos e usar álcool em gel”.

Participaram do encontro a secretária Adjunta de Saúde, Ana Luisa Guimarães e a subsecretária de Vigilância em Saúde, Cecília Kosmann, e os vereadores Marlon Siqueira (PROG), Tiago Bonecão (CID), Tallia Sobral (PSOL) e Vagner de Oliveira (PSB).

Foto: Assessoria/PJF



uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.