Acesso ao site VLibras
  |             |  
Ir para Conteúdo 1 Ir para Menu 2 Ir para Rodapé 3 Ir para Acessibilidade 4 Ir para Mapa Site 0
imagem de loader quanto carrega a página
As pessoas que aguardavam na fila para vacinar contra o coronavírus, no Sport Club, na Avenida Rio Branco, foram surpreendidas na manhã desta segunda-feira, 26, com uma apresentação da cantora Carol Tavares. A ação marcou o lançamento do projeto “Uma Dose de Cultura”, promovido pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). O objetivo é transmitir alegria nesse momento crítico de pandemia, que tem causado tristeza, medo e ansiedade.

Além da satisfação de receber a dose de proteção contra a Covid-19, os idosos, assim como seus acompanhantes e os profissionais envolvidos no esquema de imunização montado pela Prefeitura de Juiz de Fora, puderam aproveitar uma dose de arte.

Mobilizando a equipe da Funalfa e artistas voluntários, o projeto será levado a diferentes postos de vacinação contra a Covid, incluindo as unidades básicas de saúde (UBSs), com apresentações surpresa, sem prévia divulgação de horário e local. Haverá performances em diversos segmentos culturais, como música, teatro e literatura. Também está prevista a distribuição de sementes de girassol, de poesias e de fragmentos de poesia de autores locais, nacionais e de outros países. Todos os protocolos sanitários para evitar a transmissão do coronavírus são adotados nas ações, de modo a proteger tanto o público quanto os artistas e funcionários envolvidos.

“A arte não existe sem o público. O que nós queremos é que todos se mantenham bem para consumir, produzir e difundir cultura. Essas intervenções são nosso modo de dizer: a Funalfa te quer vivendo. Se cuide!”, afirma a diretora-geral da fundação, Giane Elisa Sales de Almeida. Ela reforça que, em todo mundo, a arte tem sido uma estratégia para amenizar as dificuldades impostas pelo isolamento social e pelas demais restrições decorrentes da pandemia.

Para a cantora Sil Andrade, uma das participantes confirmadas, tomar parte no projeto é uma honra. “Fico feliz por poder oferecer minha voz, meu coração, meu canto, meu violão na fila da vacina. Muito bom poder colaborar! E viva o SUS!”. Além de apresentar sua arte, Sil estendeu o convite a outros três artistas que também aderiram ao projeto.

Foto: Carlos Mendonça


uma imagem de x

Juiz de Fora contra o Coronavírus | PJF
Portal informativo e educativo para auxiliar no combate ao Covid-19.